top of page
46848685344_76fa3aaf40_b.jpg

Giovanni Battista Bracelli (1584 - 1650).

Bizarrie di Varie Figure, 1624.

Fonte: publicdomaireview.org

SENTIDOS

BARROCO

do

GRUPO DE ESTUDOS

PUCSP / CNPQ

Apresentação
IMG-20151228-WA0034_edited.jpg

Aquarela de Carlos Julião (1740 - 1811).

Enfoca diversos aspectos da vida cotidiana no Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais, como as festas populares do Rosário e de Reis.

Fonte: escritoriodearte.com

APRESENTAÇÃO

O grupo Sentidos do Barroco: outras direções, outras lógicas, outros gestos foi formado em 2016, quando criou e organizou o projeto, homônimo, como parte da programação do FranceDanse, uma iniciativa do Instituto Francês, do Consulado da França e do Sesc SP. Como resultado, gerou um ciclo de palestras realizadas no SESC/Centro de Pesquisa e Formação, reunindo pesquisadores nacionais e estrangeiros, da área de dança, música, filosofia, arquitetura e cultura popular, para pensar a apropriação do conceito de barroco, num diálogo entre as áreas de conhecimento, em diferentes contextos, e enfatizando-o na cultura brasileira. De lá para cá, o grupo vem promovendo workshops teóricos e práticos, em distintas instituições, e mantendo encontros mensais. O grupo tem estreita relação com pesquisadores franceses, portugueses e italianos que se debruçam sobre os estudos das danças europeias oitocentistas e novecentistas, sendo essa relação extremamente importante para friccionar indagações relevantes sobre os estudos das danças no Brasil colonial e imperial.

Objetivos

Pesquisa e Objetivos

PESQUISA

No escopo da pesquisa do grupo, está o amálgama entre Dança, Música, História e Filosofia, com foco central nas questões sobre o corpo e com ênfase na pesquisa de inúmeras fontes históricas (tratados e documentos do século XVII ao XIX, europeus e brasileiros), promovendo uma análise crítica da intersecção entre estas áreas para discussões contemporâneas. Com uma formação mista, pois seus pesquisadores transitam por distintos campos do saber (tais como: dança, música, história e filosofia), o grupo vem investigando as danças que se situam no âmbito das discussões institucionais, portanto, aquelas abrigadas no seio da “oficialidade” dos séculos XVIII e XIX, com enfoque no Brasil. A bibliografia brasileira que concerne a esse estudo é inexpressiva, e compreender os procedimentos empregados que constituem uma lógica de corpo que dança, no ambiente de corte francesa e portuguesa, é de suma importância para se discutir o entendimento de dança que se estabeleceu no Brasil do século XIX e meados do século XX, e que ainda se faz presente no século XXI.

OBJETIVOS

Discutir questões centrais sobre o corpo que dança, sustentadas na relação com a música, com as estruturas de poder e com o contexto social em que as artes ‘oficiais’ são alocadas em diferentes períodos e ambientes (a partir do século XVII), estabelecendo um diálogo com questões contemporâneas, se faz urgente.

R-20110930-0032-edit_edited.jpg

Ana Teixeira

Coordenadora

Artista, professora e pesquisadora. Doutora em Comunicação e Semiótica (PUC/SP) e doutoranda em Filosofia (PUCSP). Estuda a relação entre poder, corpo, dança e instituição, com ênfase nos séculos XVII, XVIII e XIX.

Ana Teixeira 2022_edited.jpg
R-20110930-0026-edit_edited.jpg

Raquel Aranha

Coordenadora

Violinista, Doutora em Musicologia, pesquisadora da relação entre música e dança nos séculos XVII a XIX, e dos balés pantomimos dos entreatos operísticos dos séculos XVIII e XIX, com ênfase no  contexto Ibérico.

Raquel Aranha.jpg

COORDENAÇÃO

Coordenação

CALENDÁRIO 2023

jan 25 . 10 fev . 10 mar. 14 abr . maio 05 . 02 jun . 30 jun . 26 jul . 23 set. 11 nov .

CALENDÁRIO 2022

fev 18 . mar 02 . abr 06 . mai 07 . jun 15 . jul 27 . ago 16 .  set 08 . nov 06 . 

CALENDÁRIO 2021

mar 19 . abr 16 . mai 14 . jun 18 . 27 ago . 10 set . 08 out . 

CALENDÁRIO 2020

fev 14 . mar 27 . abr 10 . abr 24 . mai 29 . jun 26 . 
24 jul. . 28 ago . 09 out . 06 nov . 27 nov .

CALENDÁRIO 2020
CONTATO
bottom of page